DIZEM QUE A MÃE DA GENTE É UM CASO DIFERENTE

Um Feliz Dia das Mães…

arrumar depois 018arrumar depois 019arrumar depois 020arrumar depois 021arrumar depois 022arrumar depois 023arrumar depois 024

HÁ O MOMENTO DE CHEGADA E O MOMENTO DE PARTIDA. QUANTA VIDA JÁ VIVI? QUANTO RESTA A SER VIVIDA?

Hoje assistimos a autobiografia de Pedro Bandeira. Temos gostado muito do livro dele que estamos lendo em capítulos: “O Dinossauro que fazia au-au”. Percebemos que Pedro tem o mesmo bom humor das personagens de seus livros. Vocês concordam?

http://www.youtube.com/watch?v=iwGDEmZtf0I

EU PREFIRO SER ESSA METAMORFOSE AMBULANTE

O Felipe Lima, nosso futuro biólogo, montou uma incrível pesquisa desde que estudamos a metamorfose das borboletas no início do ano. Além da experiência ao vivo com as lagartas que estão na sala de aula, ele desenhou a transformação passo a passo, escreveu as explicações e ainda mandou fotos. Veja que legal:

lagarta-54

Uma borboleta já formada vem e bota os ovos em uma planta. Quando os ovinhos eclodem, eles ficam meio laranja. Quando já eclodiram, sai uma espécie de lagartinha branca.

lagarta-35

As lagartinhas brancas comem a casca do ovo, que tem vitaminas para elas. Então elas vão para a folha da planta e começam a comer, comer, comer e vão crescer e engordar até ficarem em formato de casulo.

casulo3

As lagartas ficam em forma de casulo e entram em dormência. Elas têm um tipo de seda no seu corpo, que usam para fazer o casulo.

borboleta2

Passaram 2 meses que as lagartas tinham feito o casulo e ficaram se transformando em borboletas. Então, elas saem do casulo, só que elas têm que esperar as asas secarem, daí elas voam e começa tudo de novo.